Mochila, documentos, dinheiro, óculos escuro, capacete, camiseta Bandana, pronto! Está tudo pronto para cair na estrada? Então, espera aí! Tem um detalhe bastante importante que não pode ser esquecido antes de colocar a moto para rodar. Sim, estamos falando dos pneus.
Pode parecer um pequeno detalhe, mas pneus mal calibrados além de gastarem muito combustível podem colocar em risco a segurança do motociclista. Isso sem contar o risco de multas e até apreensão da sua moto e a diminuição sensível da vida útil do pneu, dependendo do estado dos pneus.
Por isso, antes de começar a sua viagem, seja ela curta ou longa, é preciso dar uma bela checada nos pneus. Confira algumas dicas sobre o que avaliar antes de seguir!


Pneu certo para moto certa

Por uma questão de estilo e também de economia, muitos motoqueiros acabam optando por pneus que não são adequados ao seu tipo de moto. Esse tipo de atitude é um erro grande, pois compromete a segurança, o desempenho da moto, a durabilidade e interfere no consumo de combustível.
Vale lembrar também que pneus reformados, riscados, recauchutados, recapados e remoldados são proibidos pela lei e podem gerar problemas ao motorista e até a apreensão de sua moto.


Quando trocar?

A melhor resposta para essa pergunta é: depende da quantidade de quilômetros rodados. Para as motos Custom, em geral, os fabricantes recomendam que as trocas sejam feitas a cada 12 mil quilômetros. No entanto, a cada quinze dias, é legal das uma conferida no estado dos pneus, especialmente antes de pegar a estrada.
A forma de conduzir a moto, o tipo de asfalto e até o peso levado podem interferir na qualidade dos pneus. Por isso, é importante não se ficar preso apenas na quilometragem e dar uma checada regularmente.
Outra dica importante é ficar de olho no TWI (Tread Wear Indicator). Essa é uma saliência localizada entre os sulcos do pneu que serve para indicar desgastes na banda de rodagem. Caso atinjam 1,6 mm, está na hora de investir em pneus novos.
Ter cuidado e checar frequentemente o estado dos pneus é uma excelente forma de aumentar a vida útil do pneu.


Calibragem correta

Outro ponto de atenção é a calibragem do pneu, afinal pneus mal calibrados comprometem a segurança do motociclista, consomem mais combustível e tem menos durabilidade. Para calibrar corretamente, leia as instruções presentes no manual de instrução da sua moto. Lá irão constar informações sobre a calibragem correta. Essas informações também costumam ficar em um adesivo lateral, que informa a calibragem do pneu de acordo com o peso.


Atenção com as multas e penalidades!

Vale destacar que bobear com os pneus pode gerar multas na estrada. Por isso, fique atento! O Código de Trânsito Brasileiro prevê que conduzir veículos em mal estado, comprometendo a segurança, podem sujeitar à multa e até a retenção da moto. Essa regra vale bastante para pneus carecas ou rachados, portanto, nada de ser negligente com os pneus da sua moto.


Esqueça a gambiarra!

Isso mesmo! Sabe aquele pneu montado manualmente por borracheiros, sem o uso de equipamentos adequados? Pois é, além de representarem risco para o friso de aço lateral, podem prejudicar a segurança do motoqueiro. Na hora de consertar ou trocar os pneus, opte sempre por borracharias e empresas especializadas. Custa mais, porém, vale a pena, especialmente considerando a segurança do piloto e a vida útil do pneu.
Pneu é o tipo de coisa que não dá para bobear. É importante checar e cuidar sempre para não ter problema na estrada.

Curtiu essas dicas para deixar os pneus em ordem para o próximo rolê? Então, não deixe de conferir mais dicas sobre como pilotar na chuva com segurança! Clique aqui e saiba mais!