Há algumas semanas atrás, publicamos um texto que explicava um pouco do porque gostamos tanto de viajar com nossas motos. A verdade é que são tantas razões e motivos, que nós poderíamos publicar centenas vezes somente sobre o mesmo assunto. Há uma frase no motociclismo que diz que “se você precisa perguntar, jamais irá entender”, e realmente a verdade é mais ou menos esta. Os sentimentos e sensações são tão únicos, que raramente é possível explicá-los em palavras ou imagens.

Separamos aqui, nove razões básicas de porque andamos de moto, com a certeza de que poderíamos escrever mil delas. Aqui seguem:

1. Porque sim

Ando de moto pelo simples fato de gostar de motos e ser livre o suficiente para andar com a minha. Geralmente nós, motociclistas, somos pessoas que sabemos o que queremos e não devemos satisfação a quase ninguém (exceto nossas esposas e namoradas, rs). Portanto se eu gosto se andar de moto e eu tenho uma moto que me permita fazer viagens, então andar de moto eu irei. Sem mais, nem menos.

2. Porque me faz sentir livre

Poucas atividades que eu conheço trazem maior sensação de liberdade do que a união da minha moto e a estrada. Com destino ou sem destino, aquele vento que bate no rosto me faz sentir como se eu tivesse asas e voara próximo ao chão. Sem contar que posso parar quantas vezes eu achar necessário sem achar que estou atrasando minha viagem. Paradas são parte de uma viagem de moto.

3. Porque me traz paz

Quando estou na minha moto, esqueço de tudo. Somos somente eu, Deus e a estrada (e meus amigos – quando viajamos em grupo). Ao fitar aquele infinito horizonte à frente, fica fácil esquecer todo mal que nos é despejado diariamente.

4. Porque me faz ver as coisas com mais clareza

A concentração que vem quando estou em silêncio na estrada é quase como uma meditação. É como se eu desse um passo atrás e enxergasse tudo com mais clareza, naquele momento eu posso ver a vida como um todo, ligar todas as partes desconectadas do meu bagunçado pensamento.

5. Porque me faz diferente do restante

Quem viaja de moto já reparou no brilhante olhar das crianças que te observam de dentro dos carros. Aquele olhar de admiração traz um sentimento de heroísmo, de ir na contramão da massa, em busca de um caminho único e verdadeiro. Na minha vida sou piloto e não passageiro.

6. Porque reforça os meus laços de amizade

Há alguns poucos malucos que também preferem sentir tudo isso que relato aqui. Na estrada, durante aquele breve cumprimento que dura frações de segundo, identifico no outro o mesmo sentimento que o meu – e daquele momento em diante somos amigos, mesmo sem ter trocado uma palavra sequer. Quando divido o passeio com meus amigos, o companheirismo é reforçado e nossas histórias e aventuras eternizam-se.

7. Porque me ajuda a praticar o desapego

Na vida ou na estrada: menos é mais. Diminuir a carga e levar consigo só o que for necessário e essencial. Viajar com minha moto me faz refletir sobre o que eu realmente preciso e o que é excesso em minha vida, me faz valorizar o que tenho de especial e descartar o que só pesa e não acrescenta.

8. Porque me leva a conhecer novos lugares e novas pessoas

Seja em eventos de motociclismo, encontros de moto ou qualquer parada para abastecimento, sempre conhecemos sujeitos interessantes, com suas próprias histórias para contar e um interessante ponto de vista do mundo. Sem contar aquele cheiro característico da estrada, que muda de uma paisagem para outra, me mostrando que cada lugar é diferente e único, tem suas próprias características e costumes, e que ali – naquele momento – sou apenas um integrante da paisagem.

9. Para me lembrar que sou humano

Quando o asfalto passa rapidamente debaixo dos meus pés, lembro da minha fragilidade como humano, lembro de que não importa o quão rápido eu possa ir, jamais deverei ir mais rápido que meu anjo da guarda. Ali eu peço a Deus proteção, para mim e meus irmãos de estrada, para que nossa passagem por esta vida seja de alegrias e belas histórias, e para que continuemos a sentir por muito tempo isso tudo que nos faz iguais – motociclistas.

Estes são os principais motivos que me levam a praticar algo que tanto gosto e faz parte da minha vida. E você, por qual motivo anda de moto?

Nader Hamdan.

Gostaria de conhecer produtos exclusivos, que traduzem o amor pela liberdade e motos? Clique aqui!
Bandana ©Todos os direitos reservados.

12

12 thoughts on “9 respostas para quando te perguntarem “Por que você anda de moto?”

  1. Rodrigo Barão 5 anos ago

    It’s all!!!

  2. Rogério Mota Maremoto 5 anos ago

    Andar de moto é uma das coisas que aprendi a fazer desde cedo em minha vida e, acho que é uma das coisas que faço melhor. Quanto a liberdade, é uma sensação inigualável e completa, pois desperta em mim um sentimento de amor ao próximo e me aproximo mais de Deus , tendo sempre ao meu lado a natureza como um dos cenários mais perfeitos e, o complemento indispensável: A estrada, a rodovia, a br, a mãe preta; estes são os codinomes dos caminhos que percorremos. Assim é a moto e o motociclismo!!!

    1. nader 5 anos ago

      Maravilha, Rogério.
      Estrada de moto é bom demais, só de pensar dá vontade de dar no pé sem rumo…

      1. Rogério Mota Maremoto 5 anos ago

        Nader.
        Muito bom esse “dá no pé sem rumo”!!!

      2. Rogério Mota Maremoto 5 anos ago

        Nader.
        Muito bom “esse dá no pé sem rumo”!!!

        1. nader 5 anos ago

          Valeu, Rogério!

  3. Valter Lara 5 anos ago

    Não adianta responder para quem não anda de moto… não entenderiam… e se andam de moto, não precisa, pois já sabem o porquê!!!!!
    Ando de moto desde sempre e sempre dou essa resposta quando me perguntam… tenho 63 anos e ainda acho uma das melhores coisas da vida…

  4. Gancho 5 anos ago

    GANCHO – “OLD BIKERS”

  5. Gancho 5 anos ago

    O irmão LARA falou TUDO. Também tenho 63 anos incompletos e amo esse espírito de aventura. Faço parte do movimento motociclista a muito tempo. Foi onde encontrei amigos verdadeiros (a maioria pelo menos) e também a SOLIDARIEDADE na estrada. Não vejo a hora de partir sem destino novamente. Abraços a vcs meus irmãos.

    1. nader 5 anos ago

      Isso aí, Gancho!
      Sangue te dá parentes, a estrada te dá FAMÍLIA.
      Valeu!

  6. Antonio Grag 4 anos ago

    Tenho 72 anos e piloto uma Hayabusa…ando de moto desde os meus 10 anos, meu Pai tinha uma lambreta e uma Norton 500 e ele deixava a lambreta na minha mão, a Norton era muito grande pra mim na época. Interessante que quando penso “vou sair de moto hj” a minha barriga gela, começo a ficar ansioso, doido pra sair logo e sentir todo o prazer que é pegar uma estrada em cima da minha branquela. Em toda a minha vivência acho que experimentei quase de tudo mas, não existe nada igual a de vc estar numa estrada com sua moto, a química do nosso interior muda completamente…ficamos diferentes, mais atentos, mais preocupados, mais responsáveis é algo inexplicável. Enquanto der estarei sempre em cima de uma moto. Assim espero.

    1. nader 4 anos ago

      Receber um comentário assim é o que faz tudo valer a pena! Obrigado, Antonio!